Atendimento Nacional (11) 3133.5766

Escada tipo marinheiro: o que fazer para ter o melhor aproveitamento?

Trabalhos em altura sempre nos tiram o sono, então é bom conhecermos mais sobre este assunto! Uma das soluções de acesso mais utilizada hoje em dia é a escada de marinheiro, seja em estruturas industriais ou civis, pelo fato de oferecer a segurança necessária à transposição de níveis independente da altura entre eles. É um meio de acesso permanente com estrutura simples e que ocupa pouco espaço, quando comparada com outros modelos de escada. Então, vamos dar início ao conteúdo para conhecer e entender melhor esta solução.

 

NORMAS REGULAMENTADORAS APLICADAS A ESCADA DE MARINHEIRO

Para que seja realizado o acesso com segurança a locais elevados como reservatórios, por exemplo, é muito comum o uso de um tipo específico de escada, sendo essa a escada do tipo marinheiro ou simplesmente, escada marinheiro. Este tipo de escada é bem simples, sendo construída com estrutura metálica e dispositivos de segurança como guarda corpo e linha de vida vertical, possuindo fácil instalação e manutenção.

Esta segurança é ditada através de instruções dadas em legislação nacional, contidas nas normas regulamentadoras NR-12, NR-18, NR-35 e ABNT NBR-15708.

 

POR QUE UTILIZAR A ESCADA DE MARINHEIRO?

Todos procuramos algo viável, que atenda às necessidades de segurança do usuário e com o melhor retorno financeiro para nossas empresas. Esta solução é simples e consequentemente mais barata, é de fácil instalação e segura, então é sempre indicada por nossa equipe de engenharia.

Geralmente, é recomendada para os tipos mais comuns de situação de acesso:

  • Reservatórios elevados;
  • Acesso a telhados;
  • Acesso a caixa d’agua;
  • Acesso a torre de transmissão;
  • Etc.

 

A ESCADA DE MARINHEIRO DEVE ATENDER OS SEGUINTES REQUISITOS

Quando pensamos na fabricação e dimensionamento da estrutura, é importante lembrar da necessidade em atender alguns pontos básicos de engenharia:

  1. Possuir linha de vida vertical em toda sua extensão;
  2. Dimensão, construção e fixação seguras e resistentes, de forma a suportar os esforços solicitantes;
  3. Constituição de materiais ou revestimentos resistentes a intempéries e corrosão, caso estejam expostas em ambiente externo ou corrosivo;
  4. Gaiolas de proteção, caso possuam altura superior a 3,50 m, instaladas a partir de 2,0 m do piso, ultrapassando a plataforma de descanso ou o piso superior em pelo menos de 1,10 m a 1,20 m;
  5. Corrimão ou continuação dos montantes da escada ultrapassando a plataforma de descanso ou o piso superior de 1,10 m a 1,20 m;
  6. Largura dos degraus 0,40 m a 0,60 m;
  7. Altura total máxima de 10,00 m, se for de um único lance;
  8. Altura máxima de 6,00 m entre duas plataformas de descanso, se for de múltiplos lances, construídas em lances consecutivos com eixos paralelos, distanciados no mínimo em 0,70 m;
  9. Espaçamento entre barras horizontais de 0,25 m a 0,30 m;
  10. Espaçamento entre o piso da máquina ou da edificação e a primeira barra não superior a 0,55 m;
  11. Distância em relação à estrutura em que é fixada de, no mínimo, 0,15 m;
  12. Barras horizontais dos degraus 0,025 m a 0,038 m de diâmetro ou espessura;
  13. Barras com superfícies, formas ou ranhuras a fim de prevenir deslizamentos.

 

LINHA DE VIDA: USO INCORRETO

Não é recomendado o uso de talabarte duplo em escada marinheiro, pois no caso de uma queda, o trabalhador pode sofrer lesões sérias. Isso ocorre porque o talabarte tem 1,60 m de comprimento, com um degrau a cada 30 cm. Neste caso não estamos criando prevenção, mas sim, proteção.

 

LINHA DE VIDA: USO CORRETO

Sistema de segurança em escada através de um sistema de cabo de aço, suporte inferior, superior, absorvedor de energia e esticadores.

O trava-quedas de aço mantem o trabalhador 100% do tempo ancorado no sistema com segurança até que ele saia da escada.

É importante que o trava-quedas seja fixado no ponto de ancoragem frontal do cinto de segurança, sem uso de prolongador.

Toda linha de vida em escada de marinheiro deverá ter projeto com laudo técnico, ART e memorial de cálculo assinado por responsável habilitado.

 

Qual a importância de uma linha de vida?

 

Esperamos que o texto contribua para a utilização correta e segura do sistema de linha de vida vertical para escada de marinheiro.

Escada tipo marinheiro: o que fazer para ter o melhor aproveitamento?

Categorias