Atendimento Nacional (11) 3133.5766
Homem em andaime usando EPIs

EPI por segmento: entenda quais são os tipos necessários

O uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) é fundamental em qualquer área que possa trazer risco físico ao trabalhador. Esses acessórios são obrigatórios indispensáveis na área industrial, contribuindo para a saúde e proteção do funcionário.

Dessa forma, é possível prevenir consequências decorrentes de acidentes, independentemente da área de atuação.

Nesse artigo, vamos indicar os tipos de EPI por segmento, sua importância e funcionalidades no ambiente de trabalho.

A importância do uso de EPIs

Conforme a Norma Regulamentadora 6 (NR 6), as empresas são obrigadas a fornecer os EPIs necessários para proporcionar a segurança aos funcionários durante o exercício de suas atividades.

O equipamento deve ser garantido de forma completa e totalmente gratuita, sempre que necessário. A reposição também deve ser feita imediatamente e sem custo ao trabalhador.

Vale frisar que, cada área de atuação precisa de equipamentos diferenciados para proteção. Ou seja, o EPI por segmento de trabalho é fundamental conforme atividade exercida e necessidade de preservação.

No entanto, é comum que gestores e funcionários não compreendam a importância do EPI por segmento para prevenir danos à integridade e saúde física de todos. Por isso, é fundamental que as empresas criem programas de conscientização sobre a necessidade de utilizar esses mecanismos de proteção.

O Brasil está entre os países que mais registraram acidentes de trabalho no mundo. Segundo o Anuário das Estatísticas dos Acidentes de Trabalho, em 2018 foram registrados 582.507 acidentes ocupacionais  no país.

O documento é elaborado todos os anos pela Revista Proteção e traz diversos dados sobre segurança no local de trabalho. O material aponta também que mais de 12,5 mil trabalhadores ficaram incapacitados permanentemente devido a acidentes ocupacionais.

Com isso, não há dúvidas de que utilizar o EPI adequado pode prevenir problemas e mortes no local de trabalho. A obrigatoriedade do uso de EPI é fundamental e ajuda a reduzir os números de vítimas por acidentes de trabalho.

SST e seu papel fundamental

A Saúde e Segurança do Trabalho (SST) consiste em normas e procedimentos exigidos legalmente. O objetivo é proteger os trabalhadores de acidentes ou doenças ocupacionais.

A área é regulamentada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e o Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho (DSST). Porém, preocupar-se com a saúde e segurança dos trabalhadores deve ir além de cumprir com a exigência.

Trata-se de assegurar mais qualidade de vida e segurança durante a prática das atividades laborais. Tanto as normas, quanto o EPI por segmento, visam cuidar dos funcionários e minimizar significativamente os prejuízos financeiros do negócio, influenciando também nos resultados da empresa.

O artigo 162 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) determina que as empresas invistam obrigatoriamente em ações especializadas em segurança e medicina do trabalho.

É de responsabilidade da organização disponibilizar boa infraestrutura e profissionais capacitados para acompanhar e instruir os funcionários quanto ao uso adequado dos equipamentos, além das formas de proteção enquanto executam as atividades.

Porém, para entender qual EPI por segmento deve ser utilizado pelos trabalhadores da empresa, é necessário fazer um estudo dos riscos ocupacionais. O documento tem o objetivo de identificar os perigos na planta industrial e ajudar a empresa a buscar formas de reduzi-los ou neutralizá-los.

EPI por segmento, segurança reforçada

Como falamos anteriormente, os equipamentos de segurança são de extrema importância para manter a segurança e integridade física dos funcionários enquanto exercem suas atividades laborais.

No entanto, cada área necessita de instrumentos de proteção exclusivos, com base nos riscos a que os trabalhadores estão expostos. Conheça a seguir o EPI por segmento de atuação.

Setor industrial

A indústria é uma área com atividades variadas e oferece diversos riscos aos trabalhadores. Por isso, o EPI por segmento precisa oferecer resistência e qualidade, para mais segurança durante o trabalho.

  • bota de polietileno com elástico: apropriadas para atividades em que ocorrem processamentos de alimentos;
  • macacão de segurança: assegura a proteção do tronco, membros superiores e inferiores contra respingos de produtos químicos;
  • mangote resistente a cortes: indicados para indústria automotiva, metalmecânica e plástica em trabalhos com médias e altas agressões;
  • luvas vibraflex work : protegem o trabalhador de vibrações. São indicadas para uso de ferramentas manuais e pneumáticas, e manuseio de peças com temperatura até 500ºC.

Construção civil e elétrica

A área de construção civil e elétrica expõe os funcionários a riscos em locais elevados e possível queda de materiais. Por isso, é fundamental se atentar aos equipamentos necessários para assegurar a segurança de todos os trabalhadores. Veja qual EPI por segmento na construção civil e elétrica é indispensável:

  • cinto: protege o funcionário que trabalha em locais elevados;
  • protetor auricular: conserva o trabalhador contra ruídos excessivos emitidos nas obras;
  • luvas: existem vários tipos de luvas, como lã pigmentada, de raspa, kevlar e vaqueta;
  • botas: assegura o mínimo de dano ao trabalhador durante a queda de algum objeto ou contra choques;
  • capacete: serve para proteger a cabeça do trabalhador contra impactos e quedas e, também contra objetivos que possam cair de níveis elevados.

Indústria alimentícia

A indústria alimentícia também exige EPI por segmento específico, para evitar quedas e contato direto com certos materiais. Confira quais são:

  • luva em malha de aço: proteção das mãos no uso de objetos de corte;
  • mangote de PVC: essencial para a proteção dos braços contra respingos;
  • toucas de proteção: são descartáveis e úteis para a higienização do trabalhador;
  • luvas nitrílicas: protegem de produtos químicos e garantem melhor tato e flexibilidade;
  • máscaras de segurança: assegura a proteção do trabalhador contra a aspiração de partículas ou vapores tóxicos;
  • botas de segurança: geralmente são de PVC e antiderrapantes, evitando que os profissionais escorreguem no local de trabalho;
  • Avental térmico: tem o objetivo de proteger o tronco do funcionário contra queimaduras na execução da atividade.

Área da saúde

A área da saúde precisa do EPI por segmento, principalmente para assegurar a higiene, proteção e conforto durante o trabalho. Confira:

  • toucas: ajudam na higienização, evitando a queda de fios de cabelo nos pacientes;
  • luvas cirúrgicas: mantêm a segurança do profissional contra riscos biológicos e químicos na realização de procedimentos cirúrgicos;
  • máscaras: protegem o profissional contra infecções por inalação de gotículas transmitidas a curta distância e pela projeção de determinados fluidos corpóreos.

Área de limpeza profissional

As atividades de limpeza profissional contam com o uso de produtos químicos. Portanto, necessitam de equipamentos de proteção para quem realiza o serviço. Confira quais são:

  • óculos e máscaras de proteção: assegura o trabalhador contra respingos químicos que poderiam causar danos à visão;
  • luvas de proteção: disponibilizadas em vários estilos protegem contra produtos químicos, agentes biológicos, entre outros; 
  • aventais e uniformes impermeáveis: protegem contra chuva, umidade e produtos químicos. Cada tipo de atividade de limpeza necessita de um modelo específico de avental ou uniforme;
  • botas de proteção: as botas de PVC amenizam as chances de escorregões, derrapagens e são indicadas para a lavagem de piso. Elas são obrigatórias em qualquer atividade de limpeza.

Não restam dúvidas sobre a importância de fornecer equipamentos de proteção adequados para os funcionários, para mais segurança durante a execução das atividades.

É preciso entender que existe EPI por segmento de atuação para proteger os funcionários de cada área de riscos específicos.

Agora que você já conhece os equipamentos necessários em cada área, que tal ler o artigo sobre a Importância de usar EPIs descartáveis da maneira correta? Acesse e confira!

EPI por segmento: entenda quais são os tipos necessários

Categorias