Atendimento Nacional (11) 3133.5766
DETALHES DO ANEXO Sintomas-de-COVID-19-O-que-fazer

Sintomas de COVID-19: o que fazer?

Está apresentando sintomas e acha que pode ser coronavírus? Conheça as atuais recomendações e saiba como proceder em caso de suspeita de contaminação.

  • Procure o médico de forma mais rápida possível

Desde agosto de 2020, as novas orientações do Ministério da Saúde é que se procure atendimento profissional o mais rápido possível, por isso não espere os sintomas se agravarem. Se está apresentando sintomas do coronavírus, busque atendimento médico para confirmar a suspeita de contaminação.

Se informe nos canais oficiais das autoridades de saúde. Para saber qual unidade hospitalar da sua região você deve se deslocar. ligue para o Disque Saúde pelo número 136

  • Avise as pessoas que você teve contato recentemente

Se você compartilhou o mesmo ambiente ou teve contato físico com outras pessoas, informe-as para que fiquem alertas quanto à manifestação dos sintomas da contaminação.

  • Não saia de casa desnecessariamente

Evite ao máximo o deslocamento e contato com outras pessoas. Comunique aos seus empregadores a suspeita de contaminação. Não vá a locais públicos, restaurantes, mercados e etc.

  • Distanciamento intrafamiliar

Dentro da sua realidade, busque ficar distante de outros integrantes da sua família. Mantenha-se em quarto separado, não abrace, beije ou tenha contato direto com outras pessoas.

Não compartilhe objetos, mantenha o ar-condicionado desligado e as janelas abertas para permitir a circulação de ar. Proteja os seus.

 

Autocuidado

  • Cuide da sua alimentação

Beba bastante água para busque manter o seu corpo saudável e hidratado. Evite alimentações de baixo valor nutricional e bebidas alcoólicas.

  • Não se automedique sem orientação médica

Ainda não há remédios com comprovação cientifica eficazes contra o COVID-19, por isso, não faça uso de remédios por conta própria. Busque orientação médica.

 

Siga as orientações médicas e dos profissionais de saúde, cuide do seu corpo e da sua mente. Juntos somos mais fortes!

Sintomas de COVID-19: o que fazer?