Atendimento Nacional (11) 3133.5766

Luvas de Proteção: como escolher a ideal?

Nós utilizamos nossas mãos para diversas tarefas em nosso dia a dia. Elas estão tão inseridas em nossa rotina que é até difícil reconhecer o devido mérito desses membros. Apesar disso, não é à toa que existem diversos tipos de luvas de proteção.

Para cada tipo de risco existe um Equipamento de Proteção Individual (EPI) para as mãos que são melhor indicados. Por exemplo, a luva utilizada por um médico não é a mesma utilizada por um carpinteiro.

São situações que trazem cenários bastante diferentes, contudo, potencialmente perigosos para o trabalhador.

Curioso para saber como escolher a luva de proteção ideal para qualquer cenário? Continue lendo este texto e descubra.

A importância do levantamento de riscos antes da escolha dos EPIs adequados

Não há como se proteger de situações de risco que você não conhece, certo? Sendo assim, em qualquer situação, a primeira função de um profissional de segurança do trabalho é a de fazer um levantamento dos riscos ambientais aos quais os funcionários estarão sujeitos.

Em outras palavras, o profissional de segurança irá caminhar pelo ambiente de trabalho, indagando e observando, a fim de entender todos os fluxos do processo e quais fatores poderão prejudicar a saúde física, social e/ou mental dos seus colegas.

Afinal de contas, quais são os riscos ambientais?

Os riscos ambientes podem ser enquadrados nas seguintes categorias:

  • Riscos Físicos: provocados por agentes como ruído, vibrações, temperatura extrema, radiações ionizantes etc.;
  • Riscos químicos: qualquer exposição a agentes químicos que possam ser prejudiciais ao organismo que podem se apresentar como poeiras, fumos, névoas, gases;
  • Riscos biológicos: situações de perigo protagonizadas por micro-organismos como vírus, bactérias, gases, vapores etc.;
  • Riscos mecânicos: esse tipo de risco engloba, principalmente, a probabilidade de acidentes com equipamentos, animais peçonhentos e outros;
  • Riscos ergonômicos: esses são riscos ligados a carregamento de peso, postura inadequada, ritmo excessivo de trabalho, dentre outros.

Riscos levantados? E agora, o que fazer?

Uma vez que todos os riscos ligados a todas as atividades desenvolvidas naquele ambiente de trabalho foram listados, está na hora que colocar em prática a principal função da segurança do trabalho: prevenção!

Para isto, é necessário implementar medidas se segurança coletivas e individuais a fim de neutralizar os riscos completamente ou diminuir a sua periculosidade a níveis aceitáveis.

Dentre as medidas que podem e devem ser tomada estão os EPIs e, consequentemente, aquele desenvolvido para proteger nossas mãos, as luvas de proteção.

Como já falamos anteriormente, cada risco demandará um tipo de proteção específica, logo, os materiais que produzem luvas para riscos físicos não são os mesmo para profissionais que estão em hospitais.

Basta ter em mente que não há como utilizar luvas de proteção para evitar cortes para proteger contra respingos de sangue, por exemplo e a recíproca também é verdadeira.

Primeira dica para escolher a luva ideal: tamanho

Cada indivíduo é único e tem dimensões diferentes, sendo assim, é importante garantir que o profissional tenha o equipamento do tamanho adequado a fim de garantir a sua plena segurança.

De modo geral, os tamanhos das luvas de proteção variam entre 6 e 11. Apesar desta informação, você sabe dizer quando uma luva tem o encaixe ideal? Bem, basta estar atento às seguintes características:

  • Não ficar com as pontas dos dedos folgadas, ou seja, “sobrando”;
  • Não esticar demais as luvas ao vesti-las, indicando também que estão demasiadamente apertadas. Isto faz com que elas se rompam mais facilmente;
  • Realizar a medida de toda a mão do trabalhador.

A tabela que trazemos abaixo deixa clara as dimensões das mãos do trabalhador para cada tamanho do EPI.

Tamanho da Luva Circunferência (mm) Comprimento (mm)
Tamanho 6 = XP 152 160
Tamanho 7 = P 178 171
Tamanho 8 = M 203 182
Tamanho 9 = G 229 192
Tamanho 10 = XG 254 104
Tamanho 11 = XXG 279 215

Se você prestar atenção nas proporções máximas indicadas para cada tamanho de luva de proteção, dá para notar que ela leva em consideração diversas proporções.

OS TIPOS DE LUVAS E SUAS INDICAÇÕES DE USO

Como falamos anteriormente, existem diversas situações que podem luvas de proteção específicas, tanto em materiais que a constituem quanto em modelo e espessura.

Luvas com resistência à corte

Como o próprio nome já deixa bem claro, este EPI é usado com o objetivo de prevenir cortes que são fabricadas com fios de aço ou nylon e são indicadas para qualquer situação em que o indivíduo poderá se cortar.

Houve o risco de cortes acidentais, é importante contar com a proteção destas luvas especiais.

Luvas de PVC

As luvas de PVC são bastante semelhantes aquelas que utilizamos para lavar pratos, contudo, elas contam com um grau de proteção mais alto já que são consideradas um EPI.

Elas são indicadas para o manuseio de ácidos, limpeza pesada, construção civil etc.

Luvas de Látex

Estas luvas são feitas de látex natural e, de modo geral, são utilizadas para manusear alguns químicos mais leves e álcoois assim como uma variedade de situações.

Também são muito similares as luvas que usamos para lavar pratos.

Luvas de Neoprene

Essas luvas são fabricadas em borracha sintética e estão inseridas em ambientes como indústrias automotivas, químicas e alimentícias e servem para proteger contra substâncias usadas em limpezas.

Luvas de Vaqueta

As luvas de vaqueta oferecem proteção para as mãos ao lidar com carregamento de peso e contra baixas temperaturas.

Luvas de Malha

Este EPI é desenvolvido para proteger o trabalhador contra agentes abrasivos e escoriantes, ideais para uso geral, por exemplo.

Luvas para Alta Performance

Essas são luvas fabricadas para proteger os trabalhadores contra situações especiais e podem ter inúmeras funções, como proteção contra cortes, impacto, perfuração etc.

 

Já tem uma ideia melhor sobre como escolher a luva ideal para o seu local de trabalho? Não deixe de acompanhar o nosso blog e se especializar cada vez mais em segurança do trabalho.

Luvas de Proteção: como escolher a ideal?