Atendimento Nacional
11 3133.5766

Óculos de Segurança

Óculos de Proteção para Segurança do Trabalho

Utilizar óculos de proteção deve ser uma medida adotada por todos aqueles que trabalham no chão-de-fábrica, produção, canteiro de obras e em ambientes externos, além de outras atividades que possam conter risco para o trabalhador.

A proteção dos olhos passa por proteção contra impactos, contra respingos, contra luminosidade intensa e proteção contra raios UVA e UVB. Óculos de segurança devem ser leves, confortáveis e, altamente resistentes.

No passado, a matéria-prima mais utilizada para a fabricação desse tipo de equipamento de proteção individual (EPI) era o vidro. Após muitos anos de evolução, os Óculos atuais são fabricados em policarbonato. O policarbonato possui muitas vantagens em relação ao vidro. É muito mais leve, durável e, peso por peso, é muito mais resistente. Assim, para um trabalhador brasileiro sentir-se seguro e usar Óculos de proteção adequados, a melhor escolha são aqueles fabricados em policarbonato.

Antes de adquirir Óculos de proteção, você deve se certificar de alguns requisitos:

  • Se o equipamento de proteção individual desejado possui Certificado de Aprovação (C.A).
  • Se os Óculos atendem a necessidade que a situação exige.
  • Se são leves e confortáveis.
  • Se possuem cordão de segurança e se esse se solta facilmente.
  • Se possuem tratamento antirrisco.
  • Se é necessário tratamento antiembaçante.

Esses pontos atendidos, o trabalhador contará com um EPI que, de fato, o protegerá. O cordão de segurança é muito importante por duas razões:

  • Evita que os Óculos de segurança caíam, evitando um risco de acidente (como no caso de cair em uma máquina, ou de cair e o trabalhador não conseguir alcançá-los em tempo de se proteger); além de reduzir o custo da empresa pois o trabalhador sempre os tem pendurado, evitando que se percam ou se danifiquem.
  • Tratamento antirrisco é um outro fator que deve ser observado. Óculos de segurança sem proteção anti-risco têm suas lentes danificadas muito mais rapidamente. São dois os efeitos de Óculos de proteção sem tratamento anti-risco: A) Óculos com muito menor durabilidade; e B) Dificuldade de visão do trabalhador ao utilizar Óculos com lentes riscadas.

O técnico ou engenheiro de segurança deve avaliar se são necessárias lentes antiembaçantes na situação em vista. Lentes antiembaçantes são muito importantes em ambientes em que exista troca de temperaturas. Um exemplo é o trabalho em câmara fria. Quando o trabalhador entra e sai da câmara fria há uma troca intensa de temperatura podendo deixar os Óculos temporariamente embaçados, o que é um grande risco ao trabalhador pois durante um período de tempo ele não consegue enxergar.

Conheça alguns de nossos óculos:

> Óculos de Segurança para Proteção contra UV (UVA e UVB)

> Óculos de Segurança Anti-riscos e Anti-embaçante

 

Conheça um pouco sobre a radiação UV

Ao olhar para o sol, percebe-se apenas a luz visível aos olhos, mas, invisíveis para nós. Existe uma perigosa radiação conhecida como UV. Esta radiação UV pode causar sérios danos a nossa saúde, tais como: catarata, câncer de pele das pálpebras, degeneração da retina, irritação permanente dos olhos (disfunção lacrimal, pinguécula).

A radiação ultravioleta - UV - ou raios ultravioleta, têm de forma geral um comprimento da onda menor que a da lux visível e maior que a dos raios X, de 380 nm a 1 nm, e pode ser subdividida em UV próximo (comprimento de onda de 380 até 200 nm - mais próximo da luz visível), UV distante (de 200 até 10 nm) e UV extremo (de 1 a 31 nm).

No que refere-se aos efeitos à saúde humana, classifica-se como UVA (400 – 320 nm*, também chamada de "luz negra" ou onda longa), UVB (320–280 nm, também chamada de onda média) e UVC (280 - 100 nm, também chamada de UV curta ou "germicida"). A maior parte da radiação UV emitida pelo sol é absorvida pela atmosfera terrestre. A quase totalidade (99%) dos raios UV ultravioleta que efetivamente chegam a superfície da Terra são do tipo UV-A. A radiação UV-B é parcialmente absorvida pelo ozônio da atmosfera e sua parcela que chega à Terra é responsável por danos à pele. Já a radiação UV-C é totalmente absorvida pelo oxigênio e o ozônio da atmosfera.

Os danos causados por essa radiação podem ser irreversíveis, por isso é muito importante utilizar óculos de proteção de boa qualidade, e que possuam efetivamente a proteção contra esta radiação. Nós oferecemos modelos de óculos de proteção tradicionais de haste como os ÓCULOS IGOR e também dos modelos ampla visão que protegem contra a radiação UVA e UVB.

* Um nanômetro é a subunidade do metro, correspondente a 1,0 × 10−9 metros, ou seja, um milionésimo de milímetro ou um bilionésimo do metro.

O espectro eletromagnético da luz ultravioleta pode ser dividida de várias formas. A norma ISO sobre determinação de irradiância solar (ISO-21348:2007) descreve as seguintes faixas:

Nome: Ultravioleta
Abreviação: UV
Faixa de comprimento da onda (nm): 100 nm – 400 nm

Nome: Ultravioleta de vácuo
Abreviação: VUV
Faixa de comprimento da onda (nm): 10 nm – 200 nm

Nome: Ultravioleta extremo
Abreviação: EUV
Faixa de comprimento da onda (nm): 10 nm – 121 nm

Nome: Ultravioleta longínquo
Abreviação: FUV
Faixa de comprimento da onda (nm): 122 nm – 200 nm

Nome: Ultravioleta C
Abreviação: UVC
Faixa de comprimento da onda (nm): 100 nm – 280 nm

Nome: Ultravioleta médio
Abreviação: MUV
Faixa de comprimento da onda (nm): 200 nm – 300 nm

Nome: Ultravioleta B
Abreviação: UVB
Faixa de comprimento da onda (nm): 280 nm – 315 nm

Nome: Ultravioleta próximo
Abreviação: NUV
Faixa de comprimento da onda (nm): 300 nm – 400 nm

Nome: Ultravioleta A
Abreviação: UVA
Faixa de comprimento da onda (nm): 315 nm – 400 nm

Se você quiser mais informações sobre este assunto, entre em contato com desenvolvimento.tecnico@danny.com.br.